Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Trabalhar em Call Center

por Khaleesi, em 19.04.16

 

 

Boa noite, o meu nome é Alina Oxente e estou a ligar por parte da equipa da EDP Comercial. Seria possível falar com a pessoa responsável pela factura da Eletricidade?

 

Referi, anteriormente, o caos em que a minha vida tem andado. Pois bem, tudo isso tem uma razão de ser: decidi tentar a minha sorte no mercado de trabalho, mais precisamente na área de atendimento ao cliente, em call center. Nunca tinha experimentado nada do género e, considerando o rumo que quero dar à minha carreira profissional, julguei que este contacto com o público pudesse ser uma mais valia. As opiniões acerca de call center, todavia, dividem-se. Tanto conheço pessoas que detestaram, como outras que adoraram a experiência, considerando a profissão um trabalho acessível e consideravelmente bem pago. No meu caso, decidi não me deixar influenciar e ir em busca de algo que me pudesse encher os bolsos no final do mês. 
Não foi fácil. As duas semanas que passaram hão-de ter sido, certamente, das mais agitadas e corridas que já tive. Enquanto aspirante a licenciada, tive de conseguir conciliar um horário escolar sobrecarregado, sendo que as manhãs e as tardes eram dedicadas às aulas e das 18h às 22h tinha formação. É complicado, mais complicado ainda quando a vida de qualquer ser humano não passa apenas por este tipo de obrigações: existe a família, os amigos, o companheiro, o tempo a sós, as distracções e um sono para pôr em dia. Os cinco dias úteis foram, tal como o nome indica, úteis. Do fim-de-semana, restou-me apenas o domingo visto que o sábado era (e é) dedicado ao meu pequeno trabalho enquanto babysitter.  
Custa, claro, mas o que tem de ser tem muita força e certamente que o teria aguentado até ao final das aulas se a vontade fosse essa. No entanto, após a primeira sessão de quatro horas ao telefone, entre rejeições óbvias e "ligue-me noutra altura", vi-me perante algo para o qual me sinto completamente inapta. Certamente que o meu horário de trabalho não é o mais adequado para vender o que quer que seja, mas jamais contei com uma adaptação tão má. Dei por mim a perder não só o meu tempo mas também o da empresa e, claro, o dos possíveis clientes abordados. Acredito que são muitas as pessoas talhadas para esta função - pessoas com, certamente, mais lábia e paciência do que eu -, mas é uma aproximação ao cliente que espero jamais voltar a experienciar.
Ainda assim, retiro daqui alguns ensinamentos. Aprendi que, se assim o quiser, sou capaz de ir muito longe pois medo de trabalhar é algo que não tenho. Mais ainda, aprendi a ter mais cuidado com o modo como atendo os telefonemas por parte deste tipo de empresas. Só quando se está do outro lado é que se percebe que custa, e custa muito, levar constantemente com pessoas carrancudas quando estamos somente a tentar fazer o nosso trabalho.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 11:20


7 comentários

Imagem de perfil

De Filippa a 19.04.2016 às 11:56

Por acaso quando me ligam da edp/vodafone/seja o que for ou batem à porta a oferecer pacotes disto e daquilo tento ser o mais simpática possivel, o facto de não estarmos interessados no produto não quer dizer que tenhamos de ser mal educados porque também trabalho com público numa situação diferente e perco a cabeça quando as pessoas não tem o mínimo de educação. As pessoas às vezes esquecem-se é daquela máxima 'não faças aos outros aquilo que não gostas que façam a ti'.
Imagem de perfil

De Mystic a 19.04.2016 às 17:43

Uma coisa é certa, trabalhar num local/ambiente no qual nos encaixamos é das piores coisas que pudemos fazer, se a questão do dinheiro for mesmo urgente uma pessoa terá que fazer o esforço, mas se achas que consegues aguentar mais um pouco e encontrar algo melhor fizeste a escolha mais acertada :)
Ainda por cima conseguiste tirar lições de "vida" durante esse pouco tempo, e isso já é muito importante!
Imagem de perfil

De liz collingwood a 19.04.2016 às 18:12

realmente o trabalho como call center tem várias opiniões. mas já apanhei mais gente que detestou o trabalho do que adorou. e sofro do mesmo problema, a lábia. é preciso persuadir o cliente, deixar levá-lo e não é fácil. e há clientes e clientes. por mim, tento ser sempre simpática mesmo dizendo não estar interessada, agradeço e desejo um bom dia :) nem consigo imaginar como consegues lidar com dois trabalhos, universidade, a tua vida pessoal e social. mulher de armas! até mesmo sinto mal ihih mas só te desejo boa sorte minha linda <3
Imagem de perfil

De alaska collins a 19.04.2016 às 20:34

eu pessoalmente nunca trabalhei num call center mas conheço imensa gente que sim e são muito poucos os que gostaram da experiência. Eu acho que não teria muito jeito para esse trabalho porque pessoalmente nao tenho jeito nenhum para convencer as pessoas a fazer nada. Mas sempre que me ligam para isso tento ser o mais simpatica possivel porque sei o que custa. beijinhos e força, és uma mulher cheia de iniciativa!
Imagem de perfil

De hannahrbc a 19.04.2016 às 23:50

Tive muitos conhecidos e amigos meus a trabalhar no call center e eu, sinceramente, não percebo como é que eles são capazes de fazer isso! É muito complicado, ainda por cima conciliando com os estudos... Eu pessoalmente já tenho dificuldades em conciliar apenas a faculdade quanto mais um trabalho!
Mas tens razão em dizer que és capaz de ir ao limite, nós humanos temos uma capacidade de sobrevivência e adaptação que mais parecem poderes mágicos!
Imagem de perfil

De Emy a 21.04.2016 às 20:10

Não sabia que tinhas trabalhado numa call center. É um trabalho um pouco ingrato. Espero que esteja tudo a melhorar e acalmar!
Imagem de perfil

De moon a 21.04.2016 às 20:38

já tive a experiência e não quero repetir. há pessoas muito simpáticas mas há pessoas a quem só apetece dizer "olhe então vá para o caralh*, bom dia".
o importante nisto tudo é irmos à luta por trabalho, por dinheiro, por fazermos por ser melhor e no meu caso achei importante também pôr-me na pele das pessoas que me ligam de vez em quando e para quem eu desde sempre que sou simpática mas que, a partir dessa altura, tento ser ainda mais porque compreendo o que passam.
beijinho :)

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor