Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Quatro patas e um bigode

por Khaleesi, em 04.03.16


 

Tal como referi no post anterior, o dia de ontem foi marcado por algo que esperava e desejava há muito tempo. Quem me segue nas minhas redes sociais mais pessoais (Instagram, Facebook e Snapchat) certamente já sabe do que falo. Consegui, finalmente, adoptar um gato. Na verdade, o que consegui foi a coragem para tal. As últimas 24h têm sido marcadas por um gosto agridoce pois, aquilo que o bichinho me trouxe de felicidade, o meu agregado familiar retirou-me em tristeza. O maior obstáculo sempre foi a minha mãe: recusa-se a ter animais em casa. Em tempos, tivemos tanto cães como gatos e nenhuma das experiências correu bem, tendo sobrado para ela o trabalho todo. Ficou traumatizada, ressentida. A vinda do pequeno Sammy foi marcada por lágrimas: ora de alegria, ora de desespero. Apesar de a situação já estar mais controlada (após inúmeras condições que, pelo menos nos primeiros tempos, planeio cumprir) ainda receio que a minha progenitora cometa uma loucura e o meu gatinho vá parar a um canil ou, pior, às ruas. Bem sei que sou a única culpada por toda esta situação visto que se trata de uma vida que pesei inconscientemente, mas jamais me ocorreu que a sua adopção fosse tão mal recebida. Honestamente, não compreendo. Já lidei com inúmeros gatos - meus e de amigos - e nunca me deparei com um que, nos seus míseros 3 meses de vida, fosse tão calmo, meigo e educado. A primeira noite de um animal num novo lar costuma ser marcada por muitas miadelas e sítios escondidos, mas com ele não foi nada assim. Logo na sua primeira hora cá em casa já comia e fazia as necessidades no seu sítio, sem se mostrar perdido ou assustado. Não só passou a noite no meu quarto como também dormiu na minha cama, entre as minhas pernas. Acordou somente para se alimentar e ir à caixa de areia, para depois regressar para junto de mim. Raramente mia e (ainda) não se agarrou aos cortinados ou sofás. É a criatura mais dócil e indefesa que já conheci e, confesso, dói-me horrores imaginá-lo longe de mim. Oxalá todo este azedume por parte da minha mãe se dissipe com o tempo e que também ela se renda aos encantos do Sammy. Hei-de vos manter actualizados, com boas notícias... Espero.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:51


14 comentários

Imagem de perfil

De alaska collins a 04.03.2016 às 23:20

Oh meu deus, que coisa mais fofa! Eu também quando entrei na faculdade arranjei um gatinho siamês, e neste momento já o tenho há dois anos e meio. Ao inicio também foi o pânico mas agora toda a gente o adora e já nem me imagino sem ele, vais ver que isso é uma questão de tempo até a tua mãe se afeiçoar. A minha família agora adora-o e já não querem outra coisa.
Imagem de perfil

De liz collingwood a 05.03.2016 às 12:48

acho um gato carismático pelas manchas pretas no branco, fica adorável! ai quero tanto ter um gato também aiiieee
Imagem de perfil

De Emy a 05.03.2016 às 19:50

Coisa mais linda :') <3
Imagem de perfil

De sacha hart a 05.03.2016 às 23:08

Aqui está a resolução de todo o suspense deixado pelo último post. Fiquei embevecida com o Sammy mal o vi no Instagram! É uma fofura e estou muito contente por ti e por ele por terem a oportunidade de criar uma amizade para a vida!
Beijinhos
Imagem de perfil

De Ana ❤ a 05.03.2016 às 23:23

É tão parecido com a minha gatinha!! Que coisa mais linda :3
Imagem de perfil

De alaska collins a 06.03.2016 às 02:22

Eu sabia que as coisas iam mudar. As pessoas não conseguem resistir ao charme de um gatinho, é quase impossivel ficar indiferente. Fico muito feliz que as coisas com a tua mãe tenham melhorado, embora tivesse grande esperança que isso acontecesse.
Sim, eu um dia publico uma foto dele, adoro-o!
É verdade que toda a gente tens preconceitos, mas há quem lide com eles de uma maneira tão idiota que eu até fico tola. Mas felizmente para nós as coisas têm mudado bastante desde há uns anos, embora ainda haja muita coisa tabu.
Imagem de perfil

De Blueberries a 06.03.2016 às 17:17

E é tão lindo.
Vais ver que vai correr tudo bem ;)
Um beijinho.
Imagem de perfil

De Emy a 06.03.2016 às 19:00

Claro, no final da semana faço um post a contar!
Imagem de perfil

De lostdreams a 06.03.2016 às 20:34

Isso é uma coisa mesmo boa!!! Vais ver que a tua mãe se vai render a ele, e se for desde logo habituado a não fazer asneiras, ele irá portar-se bem e não vai estragar nada. Estou mesmo contente por ti, adoro gatos!
Imagem de perfil

De Emy a 06.03.2016 às 23:59

Obrigada tropa também acho que me vai fazer bem

Comentar post


Pág. 1/2



Mais sobre mim

foto do autor