Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Psicólogos: equipa de resgate

por Khaleesi, em 25.07.15

O tema não me é incógnito. Comecei a frequentá-los ainda durante o ensino básico, tendo, mais tarde, de regressar por outros motivos. Chamam-lhes de médicos dos malucos. Sou levada a discordar: para mim, serão sempre os médicos dos incompreendidos, daqueles cujo ar lhes pesa demais.
Sei que preciso de ajuda. Que, também comigo, a vida se torna insustentável de quando em quando. Existem vidas e problemas piores, também o sei. Há fome, há guerra, há mortes, há sangue e tanta, tanta dor que não me caberia no peito. Mas a mim também dói. O ruído constante. As vozes que não se calam.
A ausência de respeito próprio. A carência de todas as coisas. A perda - minha e dos outros. A batalha constante que travo comigo mesma, na tentativa de não me anular por completo. 
Como lhes dizer? Como explicar que, por detrás da personalidade extrovertida que tento construir, existe uma miúda em ruínas? Demorarei até ser capaz de largar a máscara e me colocar diante do espelho que é a alma. Mas irei. Batalharei. Quiçá, vencerei. Não vou para aprender a ser feliz. Sei que o sou.
Vou para aprender a aceitar que mereço sê-lo. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:


5 comentários

Imagem de perfil

De liz collingwood a 25.07.2015 às 16:07

a minha prima teve uma depressão (e ainda deve estar a tratar mas o pior já passou) e agora ela é uma pessoa extrovertida, social, mas tem as ruínas dentro dela. como fazer? guardá-las, numa experiência, uma lição de sobrevivência :)
Imagem de perfil

De Carolina Cruz a 26.07.2015 às 14:04

É bom quando sentimos que precisamos de ajuda, e não é preciso ter vergonha disso, muito pelo contrário é uma expressão de coragem. É para isso que profissionais como os psicologos existem e nos ajudam tantas vezes a recompor essa alma que se encontra em baixo.
E depois de tudo, fica mais uma história para contar, que nos faz ser quem somos e nos traz tanto ensinamento.

Faz das palavras umas boas "ouvintes", escrever também faz (muito) bem à alma.

Força.
Imagem de perfil

De brittany a 26.07.2015 às 21:45

Sim, também acho que tens cara de bebé ahah. Também gostava de ser assim.
Pois, compreendo. É normal esse tipo de preocupações. Fim de uma etapa e início de outra jornada... ;)

Nunca desistas de alcançar a felicidade. Luta por aquilo que mais desejas e nunca te esqueças de quem és. Mesmo depois de todas as derrotas, temos que saber enfrentar a realidade e mantermo-nos sãs para continuar.
Imagem de perfil

De filipa. a 29.07.2015 às 00:16

obrigada, e boa sorte tambem para ti (:
e sem duvida que é cansativo, os miudos exigem muito de nós, mas ve-los gargalhar é optimo.
beijinho.
Imagem de perfil

De I. a 07.08.2015 às 12:12

Aqui está uma bonita mensagem de força...
Tenho uma pessoa na minha vida que iria beneficiar destas palavras... Não de as ler, de acreditar nelas. Essa é a parte difícil...
Gostava de conseguir ajudá-la mais, mas não sei como.

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor