Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Menina do papá

por Khaleesi, em 13.12.15

 

A vida tem uma maneira tramada de nos fazer crescer, qual cafuné na cabeça ou palmada nos ombros. Conseguiu transformar a minha época favorita do ano na que mais amargura me traz; um petisco agridoce que anualmente degusto, sem ter como escapar.
Guardo bem junto ao coração uma das últimas memórias de ti, coincidentemente uma das mais tristes também. Visitar a tua casa pela derradeira vez, no primeiro dia da tua eterna ausência, foi ser empurrada para um buraco negro e perceber que dele faria o meu lar. As luzes de Natal com que havias decorado cada divisão assumiram a forma de todos os momentos partilhados e que jamais verei revividos. O tanto que ficou por experienciar e que agora permanece esborratado nas folhas em que te escrevo. Um slideshow de memórias a passar continuamente, sem ter como as conseguir evitar. O primeiro Natal juntos e tu tão feliz por saber que, desta vez, não seria tão só.
Quatro anos. Tão pouco tempo e, na verdade, parece ter sido numa outra vida. Deparo-me com a miúda de 16 anos que deixaste e pergunto-me o que pensaria ela da mulher de 20 que tão atribuladamente cresceu. Ser adulta afinal não é assim tão fácil, mas claro que isso tu já sabias. Quem diria que agora uso saltos altos e maquilhagem?
Hoje não te escrevo para revelar como foi o meu dia, mas sim o que têm sido todos eles sem ti. A dor não é uma constante, a saudade sim. Dou por mim, vezes sem conta, a imaginar o que dirias ou farias em determinada situação e, a percepção de que tal não passam de devaneios meus, chega-me como um murro no estômago. Oxalá aqui estivesses para assistir às minhas vitórias e a como, tão abruptamente, estou a saber lidar com as derrotas. Um dia, prometo contar-te tudo. Até lá, vou-te guardando no lugar que sempre te pertencerá. 

Do meu coração para o teu,
pai.                                                                                                                                                              

Autoria e outros dados (tags, etc)


5 comentários

Imagem de perfil

De Mystic a 14.12.2015 às 10:13

Lindo texto dirigido ao teu pai, de certeza que ele está muito orgulhoso da sua menina e que te acompanha todos os dias para te proteger! :*
Imagem de perfil

De Carolina Cruz a 14.12.2015 às 14:41

Tenho a certeza que está a olhar sempre por ti, desejando o melhor. Acredito que podemos abraçar quem amamos através das lembranças, e que eles o sentem. Força, és linda, e eu sei que ele sabe disso!
Beijinho, uma semana feliz. :)
Imagem de perfil

De Emy a 14.12.2015 às 19:04

De certeza que ele esteve a olhar por ti durante estes 4 anos e estará a olhar por ti sempre. Tal como estará orgulhoso da pessoa que te tornaste, do que estás a conquistar e esperará por ti e até lá irá proteger-te e olhar por ti, força, alguma coisa estou aqui <3
Sem imagem de perfil

De -Hellen a 14.12.2015 às 21:26

Não tenho dúvidas que ele encontra-se orgulhoso da pessoa em que te tornas-te porque mesmo 'longe', tenho a certeza que ele encontra-se do teu lado!
Imagem de perfil

De Emy a 15.12.2015 às 22:56

Eu mal faço compras e o meu horário é das 8h as 17h por isso iria ser complicado ir ao ginásio. Em relação ao trabalho mandei currículos e nada ...

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor