Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Estou a aprender

por Khaleesi, em 19.11.15

O problema vem de muito antes, mas a sua primeira manifestação deu-se quando, em 2010, eliminei a minha conta no Facebook após ter metido na cabeça que toda a gente é mais bonita do que eu. Nessa noite, chorei até adormecer, entregue a lamentações que viriam a tornar-se rotina. Descobri que me transformei na minha maior inimiga. Passava horas a fio na internet, em torno de qualquer coisa que me fizesse sentir pior e com mais pena de mim mesma. Por vezes, nem precisava de ir tão longe: bastava-me observar as minhas amigas, sempre tão majestosas e confiantes. Porque não poderia eu também ser assim? Quase escuto a minha voz ofegante enquanto sussurava tais confissões, prestes a desabar num pranto angustiante.
Bem gostaria de ser o tipo de pessoa que enfrenta os seus problemas, mas essa é uma matéria que ainda estou a aprender. Cultivar amor pelo próximo não é fácil, mas nada que se compare à busca por amor próprio. Comecei a recusar convites para sair, ainda mais na altura do Verão e das idas à praia. Justificava com recados por fazer, indisponibilidade e qualquer outro motivo suficientemente credível que os calasse. Bem sei que caminho pelas ruas com ar sabichão e fortunado, mas soubessem eles o que verdadeiramente escondo. Soubessem eles que me olho em todos os espelhos por que passo, na tentativa de ser salutada por uma figura esguia e delicada. Soubessem eles que aprendi a suster a respiração ao longo da maior parte do dia, de modo a camuflar um ventre excessivamente concentrado. Soubessem eles que, se encubro as pernas, é para que ninguém lhes conheça as linhas brancas e as coxas esburacadas.
Sempre me disseram que, quando permitisse que alguém tomasse um lugar no meu coração, seria mais fácil. Que a ferida sararia com beijinhos e calor humano. Bem gostaria que assim fosse, mas nada nos pode curar a não ser nós próprios, daí estar a aprender a amar-me a ponto de querer ser eu a induzir a cura em mim mesma. E não é fácil. Cinco anos e ainda não é fácil sair do buraco negro para o qual me atirei. Mas eu estou a aprender. Eu estou a aprender.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:


11 comentários

Imagem de perfil

De sacha hart a 19.11.2015 às 21:09

Rapariga, tu és linda! Por dentro e por fora!
Mas eu entendo, a insegurança é um sentimento terrível e demolidor. A bruta honestidade e realidade deste post emocionou-me. E rever-me nalgumas palavras toca ainda mais.
Imagem de perfil

De Blueberries a 19.11.2015 às 22:26

Não acredito que estejas a falar a sério. Sigo o teu instagram e vou ser mesmo muito sincera contigo, és das raparigas mais bonitas que "conheço". A sério.
Imagem de perfil

De liz collingwood a 19.11.2015 às 23:14

já estive na tua situação e por vezes deparo-me assim ainda hoje em dia. mas tu és tão linda, tão querida, um amor, ideias próprias! não tens razões nenhumas para te sentir, é uma das raparigas mais giras que conheço, tiras lindas fotografias, tens um estilo próprio, colocas um batom nos lábios e arrasas ainda mais. sai rapidamente (um dia de cada vez) desse buraco feio e escuro e anda para rua, majestosa e confiante, porque tens todas as razões para o ser!
Imagem de perfil

De liz collingwood a 19.11.2015 às 23:36

fico tão lisonjeada por saber que vais guardar o meu comentário! quero mesmo que te sintas bem contigo mesma, ver-te ao espelho e pensar "sou fantástica" em tudo que te envolve. claro, partilho algumas coisinhas que escreveste, há dias mesmo aborrecidos, nem o dia de sol nos salva. vales muito, és bastante prendada :) e não tens nada que agradecer, és das pouquinhas que tenho uma boa ligação e gosto de me preocupar e claro, falar contigo!
Imagem de perfil

De Chic'Ana a 20.11.2015 às 11:13

Vamos a sair desse estado que só te afunda mais. Tens de erguer a cabeça, assimilar que és linda! Porque és... Sair, sentir o calor no corpo por este sol ainda maravilhoso.
Imagem de perfil

De Home Sweet Home a 20.11.2015 às 11:42

muito amor e paciencia para contigo propria!
Imagem de perfil

De Emy a 20.11.2015 às 12:46

És linda por dentro e por fora, já te o havia dito! Numa coisa tens razão primeiro temos de nos amar a nós próprios mas aos pouco vai conseguir, estás aprender e vais conseguir! Sempre aqui <3
Imagem de perfil

De Blueberries a 20.11.2015 às 13:12

E claro que o mais importante é tu sentires-te bem contigo mesma. Não precisas de agradecer, disse apenas aquilo que penso :)
Está muito bom mesmo, acho que vais gostar :)
Um beijinho.
Sem imagem de perfil

De -Hellen a 22.11.2015 às 00:15

Não sou insegura embora não me ache bonita aliás, de todas as minhas primas acho que sou a mais feia mas, felizmente nunca dei muita importância a isso!
E ao contrário do que sentes, penses ou aches eu acho-te muito bonita ...
Imagem de perfil

De Mystic a 23.11.2015 às 15:51

A mim pareces-me linda por dentro, tal como és por fora. Sei que as palavras não adiantam, porque é mais ou menos como tu dizes: temos que ser nós próprias a encaixar isso na nossa cabeça e custa muito. Eu também estou a começar a aprender a gostar mais de mim; coisa que nunca aconteceu no passado. Eu odiava-me.

Comentar post


Pág. 1/2



Mais sobre mim

foto do autor